O que é HLPA

AVALIAÇÃO GRATUITA COM AS NOSSAS CONSULTORAS 

1 – O que é HLPA?
HLPA é um método de lipoaspiração com anestesia local, sem sedação, para tratamento da gordura localizada. Foi idealizada por médicos brasileiros a partir de duas técnicas médicas, a hidrolipoclasia ultra-sônica (técnica italiana) e a lipoplastia (técnica francesa).

2 – Quando foi desenvolvida?
Esta técnica foi desenvolvida no final de 2002, sendo implantada em meados de 2003 no mercado nacional.

3 – Como funciona este método?
Realizado sempre por 02 médicos:
1 – O médico clínico faz a infiltração de uma solução com anestésico na área a ser tratada, o que faz as células gordurosas “incharem”, ficando mais frágeis.
2 – Aplica-se um ultra-som estético potente que “quebra” as células gordurosas, deixando-as mais liquefeitas e prontas para serem aspiradas.
3 – O cirurgião plástico aspira a gordura com uma cânula (mais fina que a usada na lipoaspiração tradicional), esculpindo o corpo ou o rosto da pessoa.

Resumindo: Injeta-se líquido na área a ser tratada, explode a gordura com ultra-som e aspira com uma micro-cânula.

4 – Como pode ser praticamente indolor se aspira a gordura?
Adiciona anestésico no líquido injetado, com isso a pessoa praticamente não apresenta dor durante o procedimento. Na HLC ultra-sônica tradicional não usa anestésico no líquido, porque não faz aspiração da gordura.

5 – Qual a diferença entre a HLPA e uma “lipo-ligth” ou micro-lipoaspiração?
Existem várias diferenças:
1 – Na HLPA, a gordura fica mais liquefeita, portanto sai com maior facilidade, podendo ser aspirada por uma cânula mais fina e com menor trauma, conseqüentemente a recuperação do paciente é mais rápida.
2 – O procedimento é realizado em hospital e sempre por 02 médicos, sendo 01 clínico e 01 cirurgião plástico, enquanto que a lipo-light é realizada por 01 só médico, de qualquer especialidade (pediatra, dermatologista, ginecologista, etc.) e em consultório, sem nenhuma estrutura.
3 – Na HLPA retira-se até 02 litros de gordura por procedimento, enquanto na lipo-ligth retira-se em média, apenas 300 ml de gordura.

6 – Este procedimento é realizado em hospital?
SIM! A anestesia é local, sem sedação, e é realizada no centro cirúrgico de um hospital, com todo conforto e segurança. Lembrando que é realizada sempre por 02 médicos. O clinico e o cirurgião plástico, cada um faz exatamente o que sabe fazer.

7 – Quantos dias o paciente fica afastado do trabalho? 
Geralmente nenhum dia. Antes de terminar o procedimento, o paciente fica de pé e faz o seu próprio “controle de qualidade” (opina sobre o resultado). Finalizado o procedimento é só colocar a cinta compressiva e ir para casa ou voltar as suas atividades profissionais*.
* A volta imediata ás atividades profissionais depende da sensibilidade de cada pessoa.

8 – Quando pode voltar a fazer exercícios?
Geralmente após 10 dias após o procedimento, podendo ser um pouco mais ou um pouco menos, de acordo a recuperação de da pessoa e com a orientação médica.

9 – Qualquer médico pode fazer este método?
Não. O procedimento deve ser realizado sempre por dois médicos, um clínico que é o único capacitado para fazer a hidrolipoclasia ultra-sônica e um cirurgião plástico que é o único especialista capacitado em fazer aspiração. Seria no mínimo imprudente o médico  clínico,“especialista em estética”, fazer aspiração da gordura, como também o cirurgião plástico fazer a HLC ultra-sônica. Os dois profissionais devem trabalhar juntos visando o melhor resultado e a maior segurança do paciente. Se não houver dois profissionais médicos na equipe, é aconselhável a pessoa não fazer este procedimento, pois não dá para colocar sua saúde em risco.

10 – Esta técnica é boa para quem tem muita ou pouca gordura localizada?
A HLPA inicialmente foi desenvolvida para tratamento de pequenas áreas de gordura localizada, porém com a evolução da técnica, pessoas com grandes áreas de gorduras localizadas passaram a ser muito beneficiadas, já que se pode retirar até 2 litros de gordura por área tratada.

11 – E as pessoas que tem excesso de peso, esse método é indicado?
Sim, se a HLPA fizer parte de um tratamento mais complexo, que inclui reeducação alimentar e dietas. Só o médico pode avaliar se indica ou contra-indica esse procedimento para pessoas com excesso de peso.

12 – Esta gordura retirada é desprezada?
Pode ser tanto desprezada como reaproveitada para preenchimento de rugas, sulcos nasogenianos, aumento de lábios e glúteos.

13 – A área tratada fica “Roxa”?
Geralmente fica “roxinha”, mas a intensidade muda de paciente para paciente.

14 – O que fazer após o procedimento?
A pessoa deve usar uma cinta durante 04 a 06 semanas, e fazer drenagem linfática, no mínimo 12 sessões. A drenagem é fundamental para o resultado final do procedimento, por isso a pessoa deve sempre procurar profissionais capacitados para fazer drenagem pós-cirúrgica.

15 – Custa muito caro?
Custa bem menos que uma lipoaspiração tradicional. Porém o valor investido aumenta de acordo com o número de áreas que a pessoa pretende fazer.

16 – É um método reconhecido?
 Sim! Por seu um tipo de lipoaspiração.

17 – Quantas pessoas já se submeteram a HLPA?
Mais de 10 mil pessoas já fizeram esse método, apesar de existirem poucas equipes que fazem HLPA no Brasil.

18 – Preciso tomar medicamentos após o procedimento?
Sim. Normalmente é prescrito antibiótico, antiinflamatórios e analgésicos.

19 – Em quais áreas do corpo pode ser realizada HLPA?
Em qualquer lugar que tenha gordura localizada. O que as pessoas mais procuram é retirar a gordura localizada na barriguinha, flancos, culotes, interno de coxa, dorso, braço e papada.

PRINCIPAIS ÁREAS DE REALIZAÇÃO DA HLPA

 

TAMBÉM SÃO MUITO PROCURADAS A GINECOMASTIA, QUE É A RETIRADA DA GORDURA DA MAMA MASCULINA E O ENXERTO DO GLÚTEO

 

20 – Quais as diferenças entre HLPA e lipoaspiração tradicional?
• A principal e maior diferença entre essas duas técnicas é que enquanto a Lipoaspiração tradicional utiliza anestesia geral a HLPA utiliza anestesia local, dispensando a sedação. O paciente fica o tempo todo consciente em constante contato com o médico e não raras vezes o paciente, em pé, acompanha o andamento do procedimento dando inclusive sua opinião sobre o resultado do mesmo.
• Outra grande diferença é que a HLPA é muito menos traumática que a lipoaspiração tradicional, pois a retirada da gordura liquefeita é menos agressiva do que a mesma em seu estado natural, onde o médico necessita inclusive de um bom preparo físico, devido a força e movimentos contínuos para a retirada da gordura.
• O custo de uma HLPA é muito mais baixo que a tradicional, pois não é necessário despesas com a internação em hospital e utilização de medicamentos específicos para a anestesia geral, o que encarece muito o procedimento.
• Logo após o término de uma HLPA o paciente pode caminhar normalmente e no dia seguinte realizar suas atividades normais, com algumas restrições médicas, enquanto a lipo tradicional exige internação de no mínimo 12 horas no hospital, tendo uma recuperação mais demorada e dolorida.

21 – Qual a importância do pós-operatório na HLPA?
O pós-operatório imediato visa ajudar o paciente a normalizar suas funções com conforto, rapidez e segurança, e para tanto as clínicas devem estar devidamente preparadas e equipadas com profissionais habilitados e aparelhos específicos.
No caso da HLPA o tratamento pós-cirúrgico é importantíssimo para um bom resultado final do procedimento.
Um pós-operatório específico para HLPA é iniciado 24 horas após o procedimento com uma drenagem linfática específica, o que melhora muito a dor local. Também está indicado fazer banho de ozônio, que é realizado em uma banheira que promove aproximadamente 600 jatos de água ozonizada, , ultra som de 3mhz (corrente pulsada), e infravermelho longo (invel), esclarecendo-se que quanto mais drenagens forem realizadas em um período de 3 meses o resultado se tornará mais visível. A drenagem linfática deve ser realizada com cremes com princípios ativos específicos que auxiliam na recuperação dos tecidos, revitalizando-os.
Outro complemento importantíssimo para um excelente resultado da HLPA é o uso de cinta cirúrgica a qual irá reduzir possíveis edemas e auxiliar no reposicionamento dos tecidos por um período de 30 a 90 dias.

Fibrose, nódulos e flacidez pós-procedimento podem surgir principalmente em pacientes que já tenham sido submetidos a algum tratamento estético invasivo anterior. Esses nódulos,fibroses e flacidez podem surgir também devido a constituição física e resposta orgânica de cada pessoa, que é individual. Geralmente, referidos sintomas desaparecem após a realização da Drenagem Linfática e uso de Cinta, que são obrigatórios.